07/01 Museu de Arte Sacra

Museu de Arte Sacra

E viu a Universidade, na arte sacra, o ponto de fusão em que a cultura européia, via Portugal, unia-se ao gênio brasileiro que, mesmo reduzido na época colonial a uma expressão quase que apenas intuitiva, revela-se desde então através da santaria. Projetado o Museu, consegue o Reitor Edgard Santos encontrar o local que melhor se adaptaria ao propósito, resultando disso um convênio (entre a Universidade e a Mitra Metropolitana do Salvador) que permite restaurar o antigo Convento de Santa Teresa dos Padres Carmelitas Descalços, clássica construção do arquiteto beneditino Frei Macário de São João, cuja primeira pedra foi lançada em 1666 (…) Em 10 de agosto de 1959, mal se iniciava o IV Colóquio Internacional de Estudos Luso-Brasileiros, foi o Museu de Arte Sacra inaugurado em ato solene, permanecendo, a partir de então, como exposição permanente da arte sacra brasileira.

Fonte: Notícia Histórica da Universidade da Bahia, Departamento Cultural da UFBA, 1966.

 

 

Jardim lateral interno do Museu de Arte Sacra. Projeto original desenvolvido por Burle Marx.
Foto: Célia Aguiar
Fonte: Arquivo da ASCOM-UFBA
sacra 7

 

Fragmento de forro (Século XVII, Antiga Igreja da Sé) – Museu de Arte Sacra. Madeira dourada. Foto: Célia Aguiar. Fonte: ASCOM-UFBA. Museu de Arte Sacra
sacra 5

 

Senhora Santana (Século XVII) – Museu de Arte Sacra. Madeira policromada e dourada. Foto: Célia Aguiar. Fonte: Arquivo da ASCOM-UFBA
sacra 1

 

Conjunto de imagens (Século XVIII) – Museu de Arte Sacra
Da esquerda para a direita: (1) Santa Luzia, (2) São João, (3) Nossa Senhora do Parto, (4) São Gonçalo, (5) São Pedro.
1, 3, 4 e 5: Madeira policromada e dourada. 
2: Terracota policromada e dourada.
Foto: Célia Aguiar. Fonte: Arquivo da ASCOM-UFBA
sacra 6

 

 

Frontão de altar (Seminário Belém de Cachoeira; Século XVII) – Museu de Arte Sacra. Argamassa policromada (imitando mármore). Foto: Célia Aguiar. Fonte: Arquivo da ASCOM-UFBA.
sacra 3

 

Santana Mestra (Frei Agostinho da Piedade; Século XVII) – Museu de Arte Sacra. Terracota policromada e dourada. Foto: Célia Aguiar. Fonte: ASCOM-UFBA
sacra 4

 

Nossa Senhora das Mercês (Século XVIII) – Museu de Arte Sacra
Madeira policromada e dourada. Foto: Célia Aguiar. Fonte: Arquivo da ASCOM-UFBA.
sacra 8

 

 

Conjunto de azulejos da Capela de Nossa Senhora das Mercês (Século XVIII) – Museu de Arte Sacra
Foto: Célia Aguiar. Fonte: Arquivo da ASCOM-UFBA.sacra 2

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

UFBA 70 Anos