02/02 YEMANJÁ

yemanjá 01
YEMANJÁ E A UFBA

yemanjá 02

 

yemanjá 03
Odô Iyá Yemanjá Ataramagbá, ajejê lodô, ajejê nilê!
“Mãe das Águas, Iemanjá, que estendeu-se ao longe na amplidão. Paz nas águas! Paz na casa!”

Iemanjá
Lendas Africanas dos Orixás

Pierre Fatumbi Verger & Carybé

yemanjá 04
Dandalunda, Princesa de Aiocá, Inaê, Sereia, Marabô, Dona Iemanjá. São vários os nomes dela, mas é só no dia 2 de fevereiro que a cidade de Salvador saúda a Rainha do Mar. Neste dia de tanta fé e celebração, a Edufba indica a leitura de “Enredos, feituras e modos de cuidado”, de Miriam C. M. Rabelo. Lançado em 2014, o livro parte de um esforço para compreender o processo de construção dos laços entre humanos e entidades do candomblé.

yemanjá 05
Carybé, Doutor Honoris Causa da UFBA
Portal de Ferro instalado no MAM-BA.
Yemanjá (Detalhe)

yemanjá 06
Yemanjá esculpida em madeira por Carybé. Parte da coleção “Os Orixás”, que se encontra no Museu Afro-Brasileiro-UFBA.
Fonte: https://navegueinoamor.wordpress.com/2013/07/25/post-05/

yemanjá 08
“Nascimento de Oxumaré”, 1988, mural do Cine Art II (destruído).
Autor: Juarez Paraíso, artista plástico e professor aposentado da UFBA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

UFBA 70 Anos