18/01 Tuzé de Abreu

Tuzé de Abreu
A trajetória de Tuzé de Abreu se entrelaça com a da Escola de Música, onde desde a década de 1960 vem atuando em diversas frentes – intérprete, compositor, produtor, agitador cultural – unindo os fazeres da música popular ao cotidiano da Orquestra Sinfônica da UFBA, a composição de trilhas para importantes produções cinematográficas da Bahia, a presença no Conselho de Cultura do Estado, e o cultivo da memória de Walter Smetak, com quem trabalhou de perto durante vários anos.

 

Caetano Veloso e Tuzé de Abreu no Camarim do Teatro Castro Alves.
Fonte: Arquivo Tuzé de Abreu
tuzé 1

Caetano Veloso, Gilberto Gil e Tuzé de Abreu no Camarim. Espetáculo ‘Novas Aventuras no País do Som’, 2015.
Fonte: Arquivo Tuzé de Abreu
tuzé 2

Orquestra Sinfônica da UFBA (Tuzé de Abreu no centro, segunda fileira)
Fonte: Arquivo Tuzé de Abreu
tuzé 3

Da esquerda para a direita: Smetak (sentado), Augusto de Campos, Lígia Campos, Haroldo de Campos e Tuzé de Abreu.
Foto: Mário Luiz Thompson
tuzé 4

Tuzé em ‘Novas Aventuras no País do Som’, Melhor Show do Troféu Caymmi 2015, edição que premiou também Mateus Dantas, ex-aluno da UFBA, como Melhor Diretor Musical. Na foto também estão presentes Greice Carvalho e Antenor Cardoso, também egressos de nossa universidade.
Fonte: Arquivo Tuzé de Abreu
tuzé 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

UFBA 70 Anos