2012 – 90 anos de radiodifusão no Brasil

A série “2012 – 90 anos de Radiodifusão no Brasil”, com  52 programetes, é uma produção da Rádio Joinville Cultural FM (105,1), uma concessão da Fundação Cultural de Joinville, conveniada com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), para homenagear os amantes do rádio, os profissionais que trabalham e pesquisam este veículo e os ouvintes das milhares de rádios que foram instaladas desde a primeira transmissão oficial do rádio no Brasil, em 7 de setembro de 1922, durante o centenário da Independência, no Rio de Janeiro.

Os programetes contêm informações sobre os 90 anos de radiodifusão no Brasil, em Santa Catarina e em Joinville. Os textos curtos relatam curiosidades históricas, citada nos livros sobre rádio, envolvendo desde as primeiras transmissões de rádio até os dias de hoje. Cada programete tem trilha e boa parte deles tem uma ilustração sonora correspondente à história, com duração de 1 minuto e 30 segundos a 2 minutos.   

Produção de textos e apresentação: Izani Mustafá
Pesquisa: bibliografia sobre rádio de integrantes do Grupo de Rádio e Mídia Sonora da Intercom
Trilha sonora: música Incidental de Idriss Boudrioua
Edição e finalização: Paulo Martinni

 

Programetes

1.            Os percussores do rádio (Landell e Marconi)

Landell ou Marconi? Quem inventou o rádio? Na verdade, os dois pesquisadores e cientistas têm méritos.
Tempo: 1”52” (escute o programa)

2.            Landell no Livro dos Heróis da Pátria

Padre Landell de Moura, um dos pioneiros na criação do telefone sem fio ou rádio, agora é um dos integrantes do Livro dos Heróis da Pátria.
Tempo: 1”52” (escute o programa)

3.            A primeira transmissão oficial no Brasil (7.09.1922 – Rio)

A primeira transmissão de rádio aconteceu durante a Exposição Internacional do Rio de Janeiro, quando era comemorado o centenário da independência do Brasil, em 7 de setembro de 1922, no Rio de Janeiro.
Tempo: 1’35” (escute o programa)

4.            O pai do rádio no Brasil (Roquette-Pinto)

As primeiras transmissões radiofônicas no Brasil, em 7 de setembro de 1922, no Rio de Janeiro, chamaram atenção de alguns curiosos. Entre eles estava o cientista e professor Edgard Roquette-Pinto.
Tempo: 1’33” (escute o programa)

5.            Rádio Sociedade do Rio de Janeiro entra no ar em 1923

A Rádio Sociedade do Rio de Janeiro entrou no ar oficialmente em 20 de abril de 1923. Os transmissores eram emprestados do governo federal.
Tempo: 1’41” (escute o programa)

6.            Rádio Clube de Pernambuco 1919

Antes da criação da Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, uma outra já havia realizado algumas transmissões sem uma frequência e continuidade.
Tempo: 1’29” (escute o programa)

7.            As primeiras rádios do Brasil

De 1923 até início da década de 1930, surgiram muitas rádios em diversos estados brasileiros.
Tempo: 1’47” (escute o programa)

8.            Publicidade nas rádios em 1932

A publicidade foi regulamentada em 1º de março de 1932. Nesta data, o presidente Getúlio Vargas cria o decreto 21 mil 111 que impulsiona as rádios a se tornarem empreendimentos comerciais. 
Tempo: 
1’39” (escute o programa)

9.            Publicidades no rádio que marcaram época

Quando a publicidade foi regulamentada, em 1º de março de 1932, os anúncios radiofônicos chamavam atenção dos ouvintes pela boa criatividade, musicalidade e vozes diferenciadas.
Tempo: 3’15” (escute o programa)

10.          Chacrinha também fez sucesso no rádio

Chacrinha, cujo nome era Abelardo Barbosa, tornou-se popular, primeiro no rádio e depois na televisão. Natural de Recife, capital de Pernambuco, ele pretendia ser médico.
Tempo: 2’47” (escute o programa)

11.          A primeira rádio educativa do Brasil

A história do rádio educativo no Brasil tem início quando entra no ar a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, idealizada pelo intelectual, antropólogo e escritor Edgar Roquette- Pinto, em 20 de abril de 1923.
Tempo: 1’41” (escute o programa)

12.          As vozes populares da década de 1930

Na década de 1930, o rádio brasileiro ficou mais popular, principalmente, por causa de dois radialistas.
Tempo: 2’27” (escute o programa)

13.          A Hora do Brasil, hoje Voz do Brasil

O rádio também foi utilizado para fins políticos. A primeira iniciativa do governo Getúlio Vargas aconteceu com a criação do programa Hora do Brasil, em 22 de julho de 1935.
Tempo: 1’53” (escute o programa)

14.         Surge a Rádio Nacional do Rio de Janeiro (1936)

Alô, alô, Brasil! Está no ar a Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Estas foram as primeiras frases pronunciadas pelo locutor Celso Guimarães, às 21 horas, durante a cerimônia de inauguração da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em 12 de setembro de 1936.
Tempo: 1’42” (escute o programa)

15.          Rádio Nacional é incorporada ao patrimônio da União

Em 8 de março de 1940, o governo Getúlio Vargas cria as Empresas Incorporadas ao Patrimônio da União. Pelo decreto-lei de número 2 mil 73, várias empresas que estavam em dívida com a união passam a ser do governo.
Tempo: 1’38” (escute o programa)

16.          Rádio Nacional do Rio de Janeiro, uma referência nacional

A Rádio Nacional do Rio de Janeiro tornou-se referência nacional a partir de 1940, quando passou a pertencer à União e recebeu diversos investimentos.
Tempo: 2’03” (escute o programa)

17.          Rádio Bandeirantes e Rádio Tupi existem há 75 anos

A Rádio Bandeirantes AM 840 está completando 75 anos em 2012. A emissora foi inaugurada em 6 de maio de 1937 e logo tornou-se uma das emissoras mais tradicionais do país.
Tempo: 1’44” (escute o programa)

18.          Rádio Clube de Blumenau foi a primeira emissora de Santa Catarina

As primeiras transmissões radiofônicas em Santa Catarina iniciaram em Blumenau, quando em setembro de 1929, o radioamador João Medeiros Júnior instalou em sua biblioteca um alto-falante que, em determinadas horas, irradiava trechos musicais.
Tempo: 1’48” (escute o programa)

19.          As primeiras rádios de Santa Catarina surgiram nas décadas de 1930 e 1940

A primeira rádio a entrar no ar oficialmente em Santa Catarina foi a Rádio Clube de Blumenau.
Tempo: 1’55” (escute o programa)

20.          A primeira rádio de Florianópolis foi a Guarujá

A primeira rádio em Florianópolis, capital de Santa Catarina, foi inaugurada oficialmente em 14 de maio de 1943. O pioneiro na cidade foi o gaúcho, Ivo Serrão Vieira…
Tempo: 1’49” (escute o programa)

21.          As três primeiras rádios de Joinville surgiram nas a década de 1940 e 1950

A primeira rádio a entrar no ar oficialmente foi a Rádio Difusora AM, com o prefixo ZYA-5, em 1º de fevereiro de 1941.
Tempo: 1’50” (escute o programa)

22.          A primeira radionovela brasileira foi “Em Busca da Felicidade”

Na década de 1940, as radionovelas estavam entre os programas de maior audiência radiofônica. A primeira radionovela transmitida no Brasil foi “Em Busca da Felicidade”…
Tempo: 2’15” (escute o programa)

23.          O boom das radionovelas no Brasil

Em 1941, quando a Rádio Nacional do Rio de Janeiro começou as transmissões da primeira radionovela no país, “Em Busca da Felicidade”…
Tempo: 2’03” (escute o programa)

24.          “O Direito de Nascer” foi o maior fenômeno de radionovelas

O maior fenômeno de audiência em radionovelas, não somente no Brasil, mas na América Latina, foi “Direito de Nascer”, irradiado pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, em 1951.
Tempo: 2’21” (escute o programa)

25.          O Repórter Esso, modelo de radiojornalismo

O Repórter Esso, patrocinado pela Esso Brasileira de Petróleo, foi o noticiário da United Press International, que marcou o início do radiojornalismo no Brasil.
Tempo: 2’22” (escute o programa)

26.          O Repórter Esso ficou no ar durante 27 anos

O Repórter Esso, que divulgava notícias da United Press International e era a principal fonte de informação sobre a Segunda Guerra Mundial, com a versão dos aliados, como Estados Unidos e Brasil, ficou no ar por 27 anos.
Tempo: 2’28” (escute o programa)

27.          Elizeth Cardoso ficou conhecida no rádio

Muitas cantoras que fizeram sucesso nas décadas de 1940 e 1950 nasceram no rádio. Uma delas foi Elizeth Cardoso que começou a subir aos palcos com 5 anos e aos 16 foi descoberta por Jacob do Bandolim, que a levou para cantar na Rádio Guanabara.
Tempo: 2’01” (escute o programa)

28.          As primeiras locutoras de rádio no Brasil

No início da radiodifusão no Brasil, várias vozes femininas se destacaram como locutoras. Maria Beatriz Roquette-Pinto foi a primeira locutora do rádio brasileiro e trabalhou na Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, a PRA-2…
Tempo: 1’59” (escute o programa)

29.          Era de Ouro do Rádio no Brasil (1940 a 1955)

A Era do Ouro no rádio brasileiro aconteceu de 1940 a 1955, quando o Brasil estava sob o regime de Estado Novo, imposto pelo presidente Getúlio Vargas.
Tempo: 2’13” (escute o programa)

30.          Programa Casé e a valorização da publicidade

Um dos programas humorísticos mais populares no início da radiodifusão no Brasil foi o Programa Casé, irradiado pela Rádio Phillips do Rio de Janeiro, pela primeira vez, em 14 de fevereiro de 1932, das 20 às 22 horas.
Tempo: 2’05” (escute o programa)

31.          Alguns programas humorísticos da década de 1940

Entre os diversos programas radiofônicos criados no apogeu do rádio, na década de 1940, destacam-se os humorísticos, que realmente divertiam os ouvintes e mantinham a audiência em alta.
Tempo: 2’24” (escute o programa)

32.          Os artistas da Era do Ouro do Rádio

Na Era do Ouro, nas décadas de 1940 a 1950, o rádio criou um espaço para as rainhas do rádio e reis da voz.
Tempo: 1’56” (escute o programa)

33.          Concurso das rainhas do rádio

Uma das grandes atrações das principais emissoras do país era o concurso para Rainha do Rádio. O primeiro concurso aconteceu em 1937, quando linda Baptista, cujo nome verdadeiro era Florinda de Oliveira, se elegeu como a primeira Rainha do Rádio Brasileiro.
Tempo: 2’20” (escute o programa)

34.          A primeira transmissão esportiva no rádio

A primeira transmissão esportiva em rede nacional foi realizada em 1938 pelas rádios Cruzeiro do Sul do Rio de Janeiro e Clube de Santos, comandadas pela Rádio Clube do Brasil do Rio de Janeiro.
Tempo: 2’ (escute o programa)

35.          Ary Barroso, narrador esportivo e apresentador de programas ao vivo

Você sabia que o Dia do Radialista é comemorado em 7 de novembro, data de nascimento do compositor, músico e radialista Ary Barroso?
Tempo: 2’13” (escute o programa)

36.          Os discursos de Getúlio Vargas no rádio

Getúlio Vargas, presidente do Brasil em dois diferentes períodos, sendo que o primeiro foi de 1930 a 1945, soube usar muito bem o rádio a seu favor. No início do governo, em 1931, criou o Departamento Oficial de Propaganda.
Tempo: 2’05” (escute o programa)

37.          O transistor e a mobilidade de rádio

Na década de 1950, uma revolução tecnológica contribui para que o rádio ficasse mais popular. A invenção do transistor, um novo componente eletrônico que amplificava os sinais elétricos e substituiria as válvulas…
Tempo: 1’36” (escute o programa)

38.          Surgimento da TV e início da decadência do rádio em 1950 

A decadência do rádio começa quando a televisão começa a ser implantada no Brasil, na década de 1950. As primeiras transmissões da TV Tupi-Difusora, dos Diários Associados, grupo de Assis Chateaubriand, iniciaram em 18 de setembro de 1950.
Tempo: 1’46” (escute o programa)

39.          A primeira rádio universitária (RS)

A pioneira entre as rádios sem fins lucrativos e universitária foi a Rádio da Universidade, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.
Tempo: 1’52” (escute o programa)

40.          Jornalismo, esporte e prestação de serviços nas rádios

A partir da década de 1950, quando a televisão chegou ao Brasil, as rádios tiveram que se adaptar ao novo momento. Muitas acabaram fechando.
Tempo: 1’55” (escute o programa)

41.          Rádio Mundial e Big Boy

A vinheta já anunciava: Hello crazy People. Big Boy. “Aqui fala Big Boy, apresentando a Mundial é show musical”. Prefixo 860, Mundial. Ritmos de boate.
Tempo: 2’26” (escute o programa)

42.          Integração Nacional pelo Jornal da Jovem Pan (SP)

A criação da Empresa Brasileira de Telecomunicações, pelos militares, em agosto de 1962, com o objetivo de ampliar a segurança nacional no Brasil, contribuiu para provocar uma mudança na radiodifusão.
Tempo: 1’51” (escute o programa)

43.          Projeto Minerva, um programa educativo do governo militar

Alguém ouviu ou já ouviu falar sobre Projeto Minerva? O programa de ensino à distância, criado pelo Serviço de Radiodifusão Educativa do Ministério da Educação e Cultura, entrou no ar pela primeira vez em 4 de outubro de 1970.
Tempo: 2’ (escute o programa)

44.          Os tempos da Ditadura Militar (1964-1984) e o rádio no Brasil

O período da Ditadura Militar no país, que durou de 1964 a 1984, provocou muitos fatos negativos dentro da radiodifusão.
Tempo: 1’56” (escute o programa)

45.          A primeira rádio FM no Brasil (1970)

Durante a Ditadura Militar no Brasil a radiodifusão mudou e se expandiu com a chegada das transmissões em Frequência Modulada.
Tempo: 2’02” (escute o programa)

46.          Rádio Difusora FM ou Rádio Imprensa FM

A história de que a primeira rádio FM no país foi a Rádio Difusora FM é contestado por Fernando Veiga.
Tempo: 1’56” (escute o programa)

 47.          Rádio Cidade inova com uma comunicação diferente

As rádios em Frequência Modulada provocaram algumas inovações no rádio brasileiro. Em 1º de maio de 1977, entrou no ar a Rádio Cidade FM, do Rio de Janeiro, pertencente ao grupo do Jornal do Brasil.
Tempo: 1’39” (escute o programa)

48.          Rádio Fluminense, a primeira especializada em Rock

Na radiodifusão brasileira, também teve uma emissora especializada e rock e foi considerada A Maldita.
Tempo: 2’02” (escute o programa)

49.          A Rádio Continental, um dos mitos da cultura gaúcha na década de 70

No Rio Grande do Sul na década de 1970, uma das rádios que marcou época foi a Continental FM.
Tempo: 2’35” (escute o programa)

50.          Rádio Continental e Julio Fürst

A Rádio Continental de Porto Alegre foi um fenômeno entre os jovens e a programação que implantou a partir de 1974 é apontada como um grande diferencial entre as demais emissoras da capital do Rio Grande do Sul.
Tempo: 1’56” (escute o programa)

51.          Radiobrás, um serviço de radiodifusão do governo federal

A Radiobrás, Empresa Brasileira de Radiodifusão, foi criada durante a Ditadura Militar, em 15 de dezembro de 1975, com vários objetivos que visavam a segurança nacional no país.
Tempo: 2’02” (escute o programa)

52.          Redes Via Satélite surgem na década de 1980

A rede via satélite no Brasil foi implementada pela Rádio Bandeirantes AM, de São Paulo, em 1982. A geração do radiojornal “Primera Hora” passou a ocupar o tempo ocioso do subcanal que a Rede Bandeirantes de Televisão havia alugado no Intelsat 4.
Tempo: 2’06”  (escute o programa)

 

Referências bibliográficas

 BRIGGS, Asa; BURKE, Peter. Uma História social da Mídia: de Gutenberg à InternetRio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

CABRAL, Sérgio. A MPB na era do Rádio. São Paulo: Moderna, 1996.

CALABRE, Lia. A era do rádio. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2004.

CUNHA, Magda. R; HAUSSEN, Doris Fagundes. Rádio Brasileiro: Episódios e Personagens. Porto Alegre, 2003.

FERRARETTO, Luiz Artur. Rádio: o Veículo, a História e a Técnica. Florianópolis: Sagra Luzzatto, 2001.

_________. Rádio no Rio Grande do Sul (anos 20, 30 e 40: dos pioneiros às emissoras comerciais). Canoas: Editora da ULBRA, 2002.

GOLDFEDER, M. Por trás das ondas da Rádio Nacional. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

HAUSSEN, Doris Fagundes. Rádio e política: tempos de Vargas e PerónPorto Alegre: Editora da PUCRS, 1997.

JUNG, Milton. Jornalismo de RádioSão Paulo: Contexto, 2004.

LENHARO, Acir. Cantores do Rádio: A trajetória de Nora Ney e Jorge Goulart e o meio artístico de seu tempoCampinas: Editora da Unicamp, 1995.

MARANHÃO FILHO, Luiz. Rádio em todas as ondasRecife: Editora da Universidade Federal de Pernambuco, 1998.

MEDEIROS, Ricardo. Dramas no rádio: a radionovela em Florianópolis nas décadas de 50 e 60Florianópolis: Insular/Fundação Franklin Cascaes, 1998.

MEDITSCH, Eduardo. O Rádio na Era da Informação – Teoria e técnica do Novo RadiojornalismoFlorianópolis: Insular, 2001.

_________. Teorias do Rádio – Textos e Contextos. Florianópolis: Insular, 2005.

MOREIRA, Sônia Virgínia. O Rádio no Brasil. Rio de Janeiro: Rio Fundo Editora, 1991.

MURCE, Renato. Bastidores do rádio: fragmentos do rádio de ontem e de hojeRio de Janeiro: Imago, 1976.

MUSTAFÁ, Izani. Alô, alô, Joinville! Está no ar a Rádio Difusora! A Radiodifusão em Joinville/SC (1941-1961). Joinville: Casamarca, 2009.

PRATA, Nair (Org). Panorama do Rádio no Brasil. Florianópolis, Insular, 2011.

ROCHA, Amara. Nas ondas da modernização: o rádio e a TV no Brasil de 1950 a 1970Rio de Janeiro: Aeroplano/Faperj, 2007.

SAROLDI, Luiz Carlos; MOREIRA, Sônia Virgínia. Rádio Nacional: o Brasil em sintoniaRio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2005.

_________ (Org). 70 anos de radiojornalismo no Brasil 1941-2011. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011.

SEVERO, Antunes; MEDEIROS, Ricardo. Caros Ouvintes – Os 60 anos do Rádio em FlorianópolisFlorianópolis: Insular, 2005.

TAVARES, Reynaldo C. Histórias que o Rádio Não contou: da galena ao digital, desvendando a radiodifusão no Brasil e no mundoSão Paulo: Harbra, 1999.

VAMPRÉ, Octavio Augusto. Raízes e Evolução do Rádio e da Televisão. Porto Alegre: FEPLAM / RBS, 1979.

VIEIRA, Lúcia Helena; MEDEIROS, Ricardo. História do Rádio em Santa CatarinaFlorianópolis: Insular, 1999.

Fontes eletrônicas
Acaert (Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão) – www.acaert.com.br

A Casa dos Radialistas - http://radialist.as

Instituto Caros Ouvintes – www.carosouvintes.org.br

Rádio Continental 1120 - http://www.continental1120.com.br/paginas/mr-lee.html