Alem das redes de cololaboração

Convitevirtual_alem.jpg

ISBN:978-85-232-0524-9

Baixe o livro aqui, mas a versão impressa pela EDUFBA vale a pena.

alem_rede_blog.png

clique na figura e caia no blogue.

Foi lançado em agosto de 2008 o livro desse seminário, pela EDUFBA.

Veja aqui um artigo meu no Terra Magazine, de 06/10/2007.

Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder

Nelson De Luca Pretto e Sérgio Amadeu da Silveira (Org.)

O livro Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder ,organizado por Nelson De Luca Pretto e Sérgio Amadeu da Silveira , será lançado no auditório da USP Leste, no dia 27 de agosto (quarta-feira), às 19 horas .

O livro é produto das reflexões realizadas por diversos pesquisadores e ativistas latino-americanos que estiveram envolvidos no Fórum Internacional de Software Livre (FISL) realizado em Porto Alegre, outubro de 2007, e em Natal, novembro de 2007. A obra mostra a contradição entre as possibilidades de criação e disseminação cultural – inerente às redes informacionais – e as tentativas de manter a interatividade sob o controle dos velhos modelos de negócios construídos no capitalismo industrial. Revela também, que as tecnologias estão intrinsecamente interligadas às relações de poder, à cultura, à educação e as formas de distribuição de renda.

Nelson De Luca Pretto é licenciado em Física pela Universidade Federal da Bahia, Mestre em Educação também pela UFBA e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. É professor associado da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia e coordena o grupo de pesquisa Educação, Comunicação e Tecnologias.

Sérgio Amadeu da Silveira possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo, mestrado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Atualmente, professor permanente da Faculdade de Comunicação Social Casper Líbero. Desenvolve trabalhos nos seguintes temas: inclusão sociodigital, tecnologia da informação e comunicação, economia informacional, cidadania digital e internet.

O quê: Lançamento do livro _Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder_ *,organizado por Nelson De Luca Pretto e Sérgio Amadeu da Silveira *

Quando: 27 de agosto, quarta-feira.
Onde: Auditório da Universidade de São Paulo Leste

Rua Arlindo Béttio, 1000,

Ermelino Matarazzo, São Paulo.

Horário: 19 horas

Mais: Durante o evento o livro terá o preço promocional de R$ 25, 00 !!

Sobre o Livro

NOVO LIVRO DISCUTE O POTENCIAL DA INTERNET E A SOCIEDADE DO CONTROLE

“Ao mesmo tempo que devora, digere e recria o telefone, o cinema, a televisão, os correios, o rádio e a indústria fonográfica, a internet se aproxima do sonho de Borges de uma biblioteca infinita, onde o saber humano está disponível ao alcance de um toque. O que fazer com tão imenso poder é a pergunta que definirá o nosso futuro. Esse livro é uma boa contribuição para o debate”. Assim o cineasta Jorge Furtado apresenta a coletânea “Além das Redes de Colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder”, organizado pelos professores Nelson Pretto, da UFBA e Sérgio Amadeu, da Casper Libero.

O livro será lançado pela EDUFBA, no próximo 27 de agosto, quarta-feira, em São Paulo, durante o Fórum Nacional sobre Direito Autoral promovido pelo MinC , e é o resultado de seminários realizados pela Casa de Cinema de Porto Alegre e pela Associação de Software Livre, ocorridos no segundo semestre de 2007, como parte do projeto Cultura e Pensamento do Ministério da Cultura.

“Além das Redes de Colaboração” trata do tema das redes em uma sociedade midiatizada, com tendências contraditórias e ambivalentes. Para o sociólogo Sérgio Amadeu, o que “queríamos era discutir as possibilidades democratizantes de compartilhamento do conhecimento jamais vistas e a formação de uma sociedade de controle que busca utilizar as tecnologias para concentrar poder e conter a criatividade, expandindo e ampliando a apropriação privada sobre o que é comum”.

Reunindo acadêmicos de várias áreas do conhecimento, ativistas e artistas, o livro trabalha a contradição entre as possibilidades de criação e disseminação culturais inerentes às redes informacionais e as tentativas de manter a inventividade e a interatividade sob o controle dos velhos modelos de negócios construídos no capitalismo industrial.
Nelson Pretto, um dos organizadores do livro e preocupado com as questões da educação nesse processo de comunizcação generalizada, explica que o objetivo dos eventos e do livro “foi jogar luz sobre essas batalhas biopolíticas para decifrar as disputas sociotécnicas em torno da definição de códigos, padrões e protocolos”.

O livro é uma coletânea de textos dos seguintes autores:

Imre Simon; Miguel Said Vieira. “O rossio não-rival”.

Sergio Amadeu da Silveira. “Convergência digital, diversidade cultural e esfera pública”.

Alex Primo. “Fases do desenvolvimento tecnológico e suas implicações nas formas de ser, conhecer, comunicar e produzir em sociedade”.

João Brant. “O lugar da educação no confronto entre colaboração e competição”.

Nelson De Luca Pretto; Alessandra Assis. “Cultura digital e educação: redes já!”

Giba Assis Brasil. “Politizando a tecnologia e a feitura do cinema”.

Pedro Antônio Dourado de Rezende. “Custo social: propriedade imaterial, software, cultura e natureza”.

Marijane Vieira Lisboa. “Cultura e natureza: o que o software tem a ver com os transgênicos?”

Pedro Paranaguá. “Direitos autorais, novas tecnologias e acesso ao conhecimento”.

Carlos Gerbase. “A fabricação da verdade no debate sobre direitos autorais no Brasil”.

Bruno Magrani. “Função social do direito de autor: análise crítica e alternativas conciliatórias”.

Thiago Falcão; Carlos Eduardo C. Freire Batista; Guido Lemos de Souza Filho. “A convergência midiática e o papel da televisão digital interativa com ginga”.

O livro traz ainda os seguintes depoimentos:

de Marcelo Tas; “Para um bom uso das novas ferramentas, observem as crianças.”

de BNegão; “Cara, eu botei lá a parada, você não está me prejudicando,

você está me ajudando, bota lá, baixa a parada”

de Luiz Fernando Soares, “Televisão digital colaborativa: liberdade para a criação?”

de Lena Zúñiga; “Os desafios do conhecimento coletivo e anônimo.”

de Ézyo Lamarca; “Cabanagem digital, tecnobrega e software livre.”

E uma entrevista da educadora Léa Fagundes, concedida a Luciana Tomasi.

Arquivos