Qual nossa resposta a essa tristeza toda? A Tarde 01/06/2021

Muito me impressionou o clip da Orquestra de Câmara da Escola de Comunicações e Artes da USP denominado Espero que nomes consigam tocar, baseado na obra Inumeráveis de Bráulio Bessa e Chico Cesar. O magnifico trabalho estreou em setembro de 2020, já sob o forte impacto do número de mortos pela Covid19 e pelo descaso do governo genocida de Jair Messias Bolsonaro.

Naquela data, já eram 980 mil mortos no mundo e 140 mil no Brasil. De lá para cá, tudo piorou e estamos quase chegando ao estrondoso meio milhão de brasileiros mortos pela Covid19 por conta de um governo que pratica a necropolítica.

O impacto em cada um e cada uma de nós é enorme. É indescritível.

Assim como na canção Inomináveis, os nomes nos tocam. Sonhos foram interrompidos, famílias destruídas, colegas e alunos nos deixaram, amigos se foram ao longo desses 14 meses de sofrimento. Não paramos de chorar os nossos mortos, sem luto, mas com luta. Aconteceram muitas coisas lindas em torno do cuidado com o outro, do afeto, da solidadriedade, da mão estendida, na maior parte das vezes apenas através das telas.

Não baixamos a guarda. Longe de se ter superado essas mazelas e desafios, já estamos a nos perguntar: “Qual nossa resposta a essa tristeza toda?”

É justo com esse tema-provocação-pergunta que faremos o último encontro das Polêmicas Contemporâneas, ação do Depto II da Faculdade de Educação da UFBA através do grupo de pesquisa Educação, Comunicação e Tecnologias (GEC). Queremos, juntos, pensar sobre nosso passado, presente e celebrar o futuro, homenageando aqueles e aquelas que não mais aqui estão.

Desde março deste ano, estivemos juntos – sim, juntos, através das redes, mas fortemente juntos – em nossas Polêmicas Contemporâneas debatendo e aprofundando os mais diversos temas. Agora, no encerramento do semestre, queremos mais uma vez lhe convidar para estar na tela conosco (07/06, 19 h) para celebrar a vida e pensar o futuro. Estaremos muito bem acompanhados com Carlos Barros, Cau Gomes (cartunista aqui em A Tarde), Lula Gazineu, Maria Simões, Claudio Leal, Juliana Ribeiro, Vitoria Dias e Lilian Conceição (coletivo Enpretecidas), Coletivo Khalid mob, Zakyn Sodré, Claudio Manoel, Marina Mapurunga, Gleydson Públio, Sebage, Gilvan Santos, Livia Santanna Vaz, Antonio Lafuente, George Vladimir, Alexandre Espinheira, Avelin Kambiwä Buniacá, Goli Guerreiro e… você.

Será mais uma uma noite de acolhimento, de cuidado e congraçamento. Uma noite de cultura, que incluirá artes plásticas, música, teatro, dança, educação, saúde, ciência e, claro, tecnologias, pois tudo acontecerá em nosso canalpolemicas.faced.ufba.br, uma solução livre, com softwares livres, tocada pela RNP e a STI/UFBA em conjunto com nossos alunos e bolsistas e apoio do CNPq e FAPESB.

Todos juntos pensaremos melhor: O que faremos com essa tristeza toda?

Qual nossa resposta a essa tristeza toda? de Nelson Pretto – professor da faculdade de educação da ufba – nelson @pretto.pro.br

Baixar o pdf da página do jornal, clique aqui.

Qual nossa resposta a essa tristeza toda?

Qual nossa resposta a essa tristeza toda?

Marcados com: ,
Publicado em Artigos, Artigos em A Tarde, Portal A Rede

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


nove × 2 =

MEUS ESCRITOS DIÁRIOS, PERO NO MUCHO!

Qual nossa resposta a essa tristeza toda? A Tarde 01/06/2021

Muito me impressionou o clip da Orquestra de Câmara da Escola de Comunicações e Artes da USP denominado Espero que...

43 anos de UFBA como professores

Na data de hoje, dia 19 de abril, no ano de 1978, iniciava meu trabalho como professor do Instituto de...

Artigo em A Tarde: Ciência Aberta e vacinas

Ciência aberta e vacinas Nelson Pretto, professor da Faculdade de Educação da UFBA. nelson@pretto.pro.br Se não bastasse a pandemia da...

Quem mandou matar Marielle?

sem palavras, a pergunta também é feira pelo grande cartunista mineiro-baiano Cau Gomez em A Tarde de hoje, 09/10/2020.

Uma pequena homenagem a Ciro Marcondes Filho

Com muita tristeza acordei hoje com a informação do falecimento do professor Ciro Marcondes Filho. Entrei no doutorado na ECA/USP...

O Movimento da Fábrica Vive – Matéria no Correio*

Movimento da Fábrica: em busca de um Rio Vermelho pulsante. Nelson Pretto (professor da Faculdade de Educação da UFBA) com...

Não ao retorno as aulas agora – Artigos e comentários

Vejo movimentos de governadores e prefeitos no sentido e autorizarem o retorno das aulas presenciais nesse momento. Temos nos manifestado...

Por uma politica de TI para a educação

Aqui o documento que produzimos eu e Karina Menezes (UFBA|FACED) junto com Leonardo Nascimento (UFBA|ICTI), Vinicius Ramos (UFSC|CIT) e Tel...

Derrumbando Muros é o tema da próxima Polêmicas Contemporânea em casa.

Na próxima segunda, dia 06/07/2020 vamos debater em Polêmicas Contemporâneas em casa o tema dos movimentos de derrubadas de monumentos...

Polêmicas Contemporâneas em casa: Dois de Julho dendicasa

29/06/2020 - Dois de Julho dendicasa Convidados Hendrik Kraay, professor de história na University of Calgary, Canadá. É autor de...

Liberem suas redes sem fio

Escrevi no jornal Correio da Bahia. Falei na Rádio Metrópole. Divulguei tudo por aqui mas mesmo assim, acho que precisamos...

Liberem seus wifi! artigo no Correio de hoje

Educação e solidariedade (tecnológica): liberem seu wifi. Nelson Pretto – professor da Faculdade de Educação da UFBA. nelson@pretto.pro.br – www.pretto.info....

Artigo na Fórum: Avança universidade pública!

Avança universidade pública! Nelson Pretto, professor titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia. Membro titular da Academia...

Artigo Ocupa Odorico, em A Tarde de 27/01/2020

Ocupa Odorico Nelson Pretto, professor da Faculdade de Educação da UFBA - nelson@pretto.pro.br Recentemente, o governo estadual anunciou a desativação...

A Bahia na Internet, matéria em A Tarde/Muito de 08/12/2019

Saiu hoje em A Tarde, Revista Muito, uma bela matéria de Tatiana Mendonça, sobre nosso projeto Memória da Internet na...