Edufba em toda Bahia

Entrevista por email para Daniele Marques, assessora de comunicação da Editora da UFBA

– Qual o contexto da realização do lançamento do livro de sua autoria Reflexões: ativismo, redes sociais e educação em Baixa Grande?

Sou um colaborar contumaz da EDUFBA e me empenho para fazer com as produções de nossa universidade cheguem a todos os rincões da Bahia e do Brasil. Sou um inveterado divulgador da EDUFBA e de suas políticas de acesso aberto.

Ao ser convidado pelo Secretário de Educação – um ex aluno nosso aqui da UFBA que durante dois anos participou de um projeto de pesquisa coordenado por mim com bolsa PIBIC – para abrir a semana pedagógica do município, propus ao mesmo que além da minha palestra pudéssemos oferecer com outros alunos bolsistas uma oficina de rádio web (essa foi a pesquisa dele no passado!) e a implantação de um posto de vendas (informal) da EDUFBA durante o período. Neste contexto fizemos o lançamento do livre Reflexões. Mais do que tudo, o posto da EDUFBA foi um sucesso, com as pessoas ocupando a tenda montada na praça principal da cidade, lendo e comprando livros que foram oferecidos às cidade com preços especiais. Creio que esse é o papel de uma universidade e de uma editora público e fico muito feliz em poder contribuir com isso…

– O senhor já havia lançado algum de seus livros no interior da Bahia? Se sim, como é a recepção do público?

​Nesses moldes não. Acho que esse é um modelo que precisamos aprimorar, com uma certa urgência.​

– Qual a sua opinião sobre a possível expansão das Editoras Universitárias em geral para cidades interioranas? E sobre a presença da Edufba em Baixa Grande, através de um posto de vendas?

​Como lhe disse, precisamos aprimorar isso… Precisamos avançar no sentido de ter postos da EDUFBA em todos os campi das Universidade públicos de nosso Estado e isso poderia ser feito a partir de uma articulação das editoras de todas as universidades baianas. Seguramente temos uma grande quantidade de livros sendo produzidos no Estado e, lamentavelmente, com pouca circulação. Com isso, não contribuímos coma formação de leitores.  ​A profa. Flavia, diretora da EDUFBA, tem uma excelente proposta de montagem de um ônibus para circular pelas cidades da Bahia, não só em eventos mas que possa ficar disponível em diversos municípios baianos pelo menos por um período. Fora isso, com estes postos avançados, poderíamos organizar a ida de pesquisadores da UFBA para lançamentos nos diversos territórios, mais uma vez contribuindo com a a circulação da produção acadêmicas das nossas universidades.

Nosso maior desafio, no entanto, é a viabilização de todas essas ideias do ponto de vista administrativo e financeiro e essa, certamente, é uma das tarefas urgentes que temos pela frente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


9 × nove =

Arquivos