Mãe Stella de Oxossi é eleita para a Academia de Letras da Bahia

Nota da EDUFBA sobre a eleição de Mãe Stella para a Academia de Letras da Bahia e divulgando o nosso livrinho com o seu depoimento na Faculdade de Educação da UFBA.

 Primeira intelectual do movimento afro a ser indicada para a Academia de Letras da Bahia, Mãe Stella de Azevedo dos Santos, conhecida popularmente como Mãe Stella de Oxossi – ialorixá do terreiro Ilê Aze Opô Afonjá – foi nomeada, no dia 25 de abril, para ocupar a cadeira número 33 da ALB, cujo patrono é o poeta baiano Castro Alves.

Enfermeira de formação, Mãe Stella é autora de cinco livros que falam da herança cultural africana e sua interpretação. Em 2002 participou de uma conversa com Nelson Pretto, da qual resultou o livro Expressões de sabedoria: educação, vida e saberes, organizado por Pretto e Luiz Felippe Perret Serpa. Publicado pela Editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA), o livro tenta resgatar um pouco da oralidade perdida nos tempos de tantas reproduções. Carrega para o mundo acadêmico, em texto leve, solto, espontâneo, uma riqueza de fazer e viver, referendados em torno de duas legítimas representantes da população afro-negra baiana: Mãe Stella de Oxóssi e Juvany Viana.

Mãe Stella ganhou o prêmio jornalístico Estadão em 2001, recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela UFBA em 2005 e pela Universidade do Estado da Bahia em 2009. Também foi agraciada com a Comenda Maria Quitéria, da Prefeitura de Salvador, Ordem do Cavaleiro, do Governo do Estado, e Ordem do Mérito Cultural do Ministério da Cultura.

Academia de Letras da Bahia – ALB

Fundada em 1917, a Academia de Letras da Bahia reúne nomes como Castro Alves, Cipriano Barata, Ruy Barbosa, Zélia Gattai, Jorge Amado, Roberto Santos, Thales de Azevedo, Afranjo Coutinho e João Ubaldo Ribeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


4 − dois =

Arquivos