A educação virou mercadoria

Aqui você encontra os links para a entrevista que dei para o projeto Memória da Bahia, do jornal A Tarde, para a jornalista Caroline Mendonça (59′ 36′) e está no site do jornal.
Um projeto interessante mas que não tem um entrada específica que favorece a localização de todas as entrevistas já realizadas.
Discuto nesse papo mais descontraído um pouco da minha chegada na Bahia, na década de 60, das mudanças na cidade e na educação, dos movimentos políticos daquele período até os dias de hoje, do início da internet e um tico mais.
Os links aqui levam às cinco partes da entrevista.

Parte 1: Chegar a Salvador pela Sete Portas foi impactante. Duração: 12′ 42”
Parte 2: A educação virou mercadoria. Duração: 16’55′
Parte 3: Minha preocupação sempre foi com a educação. Duração: 20′ 22”
Parte 4: A internet surgiu no Brasil com o espírito da rede. Duração: 15′  49”
Parte 5: Professor precisa ter tempo para ler e pensar. Duração: 18′ 52”

Seus comentários serão bem vindos…

Marcados com: ,
Publicado em Sem Categoria
32 comentários sobre “A educação virou mercadoria
  1. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  2. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  3. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  4. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  5. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  6. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  7. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  8. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  9. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  10. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  11. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  12. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  13. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  14. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  15. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  16. Anônimo disse:

    ENTREVISTA
    Professor Nelson Petto:
    Tenho assistido repetidas vezes à essa sua entrevista ao Jornal A Tarde: MARAVILHOSA!! Como educadora que sou, sinto-me tocada com muitas das observações ali feitas. Pena que o que temos visto, na prática, é a falta da sensibilidade do olhar do educador na gestão da educação. Eles (os gestores) fecham os olhos para questões cruciais que envolvem esse processo. Presencio absurdos, professor! Tenho procurado fazer a minha parte, e as suas palavras são importantes estímulos. Obrigada!
    Cacilda Santana.
    Professora de Língua Portuguesa das redes municipal e estadual.

  17. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  18. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  19. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  20. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  21. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  22. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  23. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  24. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  25. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  26. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  27. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  28. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  29. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  30. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  31. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

  32. Nelson Pretto disse:

    grato
    obrigado pelos seus comentários. Eles me deixam mais animados. abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


× 7 = sete

Meus escritos diários, pero no mucho!

Quem é Anísio Teixeira – podcats do IAT

Quem é Anísio Teixeira - podcats do IAT/SEC/BA sobre a vida de Anísio Texeira. Veja...

Uma singela homenagem ao querido Jaime Barros

Oh gente, oh “raça” [toc toc toc]… artigo que escrevi e foi publicado, com pequena...

‘Educação não é somente fornecimento de conteúdos’, entrevista em A Tarde

Entrevista que dei ao jornalista Gilson Jorge para a Revista Muito do jornal A Tarde....

Qual nossa resposta a essa tristeza toda? A Tarde 01/06/2021

Muito me impressionou o clip da Orquestra de Câmara da Escola de Comunicações e Artes...

43 anos de UFBA como professores

Na data de hoje, dia 19 de abril, no ano de 1978, iniciava meu trabalho...

Artigo em A Tarde: Ciência Aberta e vacinas

Ciência aberta e vacinas Nelson Pretto, professor da Faculdade de Educação da UFBA. nelson@pretto.pro.br Se...

Quem mandou matar Marielle?

sem palavras, a pergunta também é feira pelo grande cartunista mineiro-baiano Cau Gomez em A...

Uma pequena homenagem a Ciro Marcondes Filho

Com muita tristeza acordei hoje com a informação do falecimento do professor Ciro Marcondes Filho....

O Movimento da Fábrica Vive – Matéria no Correio*

Movimento da Fábrica: em busca de um Rio Vermelho pulsante. Nelson Pretto (professor da Faculdade...

Não ao retorno as aulas agora – Artigos e comentários

Vejo movimentos de governadores e prefeitos no sentido e autorizarem o retorno das aulas presenciais...