TENDÊNCIAS DO MERCADO DE TRABALHO DE ENFERMEIROS/AS: UM ESTUDO NO NORDESTE BRASILEIRO

Disponibilizamos aqui a tese de doutorado de Jonas Sâmi Albuquerque de Oliveira, pelo Programa de Pós-Graduação de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina, Modalidade Interinstitucional UFSC/UFRN.

TENDÊNCIAS DO MERCADO DE TRABALHO DE ENFERMEIROSAS UM ESTUDO NO NORDESTE BRASILEIRO

Resumo:

Pesquisa com o objetivo de caracterizar o mercado de trabalho de enfermeiro/as do Estado do Rio Grande do Norte/Brasil, relacionando o número de egressos dos cursos de graduação com o contingente de postos de trabalho disponíveis no estado nos últimos cinco anos e identificando as principais tendências. Foi desenvolvida uma pesquisa de métodos mistos, articulando abordagem quantitativa e qualitativa. A abordagem quantitativa foi do tipo exploratória e descritiva, descrevendo: os números de enfermeiros/as formados e de inscritos no Conselho de classe; e a quantidade e características dos postos de trabalho no Estado. A abordagem qualitativa consistiu na utilização de dados coletados em entrevistas realizadas com informantes-chave. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Estadual de Santa Catarina, com o parecer nº 902.344/2014. Os resultados estão apresentados em forma de quatro manuscritos. Manuscrito 1: Mercado de trabalho dos enfermeiros/as: o que diz a literatura. Este estudo permitiu identificar o que diz a literatura nacional e internacional, nos últimos cinco anos, acerca do mercado de trabalho em enfermagem, em especial do/as enfermeiro/as. Tratou-se de uma revisão integrativa da literatura sobre o tema mercado de trabalho de enfermagem e identificou que a realidade do mercado de trabalho do/as enfermeiro/as é multideterminada e fortemente influenciada pela situação econômica do mundo. Manuscrito 2: Disponibilidade de enfermeiros/as no mercado de trabalho: o que dizem os números. Identifica tendências na disponibilidade de força de trabalho de enfermeiros/as no Rio Grande do Norte, analisando o número de egressos de Instituições de Ensino Superior e o número de novos inscritos Conselho Regional de Enfermagem do Estado, por ano, de 2009 a 2013. Constatou-se elevada disponibilidade de enfermeiros/as, influenciada pela expansão da oferta dos cursos de enfermagem no Estado e crescimento do número de enfermeiros/as habilitados para o exercício profissional, conforme registro no Conselho Profissional. Manuscrito 3: Comportamento do mercado de trabalho de enfermeiros/as no Rio Grande do Norte, 2009 a 2013. Neste manuscrito foi caracterizado o perfil do mercado de trabalho de enfermeiros/as. Verificou-se, a partir de 2011, um claro descompasso entre o número depostos de trabalho e o número de enfermeiros/as disponíveis no mercado. Manuscrito 4: Tendências do mercado de trabalho de enfermeiros/as: o que dizem educadores e empregadores. Mostra as principais tendências do mercado de trabalho para os/as enfermeiros/as no Rio Grande do Norte, a partir da opinião de gestores de instituições formadoras e empregadoras, escolhidos intencionalmente. O estudo mostrou seis tendências no mercado de trabalho dos/as enfermeiros/as. Conclui-se que, mantido o cenário atual de crescimento do número de enfermeiros/as titulados/as sem expansão da oferta de postos de trabalho, o desemprego tende a crescer e as condições de trabalho a se agravarem, em especial para os recém-formados. O cenário associa, dialeticamente, desemprego com escassez de força de trabalho qualificada

Sobre grupogerirenfermagem

Grupo GERIR - Enfermagem - UFBA