Orientação: Nelson Pretto

Do MEB à WEB: o rádio na educação

Orientador: Nelson Pretto
Bolsista1: Alexandre AmorimRelatório de Atividades
Bolsista2: Carla SardeiroRelatório de Atividades

Cronograma de Atividades:

Atividades previstas para a pesquisa [colocar do projeto]

A Rádio FACED WEB:

Como parte deste projeto de pesquisa, implantamos a Rádio FACED WEB, que já está transmitindo experimentalmente. Visite o sitio e ouça a rádio

 Apresentação:

O uso das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) na Educação remonta ao início do rádio e da televisão na educação brasileira. Importantes experiências já foram desenvolvidas e constatadas nesta área, desde o uso do rádio para o desenvolvimento de projetos de alfabetização de jovens e adultos no meio rural – como é o caso do MEB (Movimento de Educação de Base)? – à transformação do rádio e de suas características referenciais ao assumir a perspectiva de radiodifusão multimídia na Web.

No decorrer do seu desenvolvimento, o radio vem modificando-se a partir da convergência das mídias e da segmentação dos seus públicos. Desde o seu inicio, a radiodifusão no Brasil foi assumida sempre com um carater educacional, mesmo para as emissoras ditas comerciais, já que se trata de uma concessão de um serviço público sujeitos a regras definidas pela legislação em vigor.No caso das emissoras educativas, o seu principal compromisso é o de prestar um serviço público especial e de qualidade, transformar a informação em conhecimento preservando e valorizando a identidade cultural da comunidade onde estão inseridas, e hoje, com os desafios tecnológicos apresentados, a saída diferenciada para elas frente a tais mudanças conceituais relativas ao rádio é apostar em sua função cultural, educativa e social, acompanhando de perto essas mudanças tecnológicas.

Fatores como a interatividade – que inaugura uma radiodifusão multimídia, bidirecional, de caráter hipertextual e heterogêneo, além da introdução do visual em conjunto com o áudio, acrescentando o caráter multissensorial que antes não havia, entre outros, surgem como remodeladores desta mídia. Através deste movimento de remodelação de estruturas e características da radiodifusão ocorre um redimensionamento provocado por estas tecnologias contemporâneas.

O momento atual demanda para aqueles que trabalham com essa mídia represnar suas práticas tanto levantando questões e refletindo sobre o papel social das emissoras de rádio educativa no passado e no presente, de foma a avaliar as mudanças culturais e transformadoras do papel do cidadão, da atuação dos profissionais da área, das estratégias e políticas públicas, bem como analisar a transformação do seu uso através na possibilidade de não se utilizar apenas ondas hertzianas e sim a implementação de projetos de rádio na web. Neste caso, a apropriação de softwares livres são fundamentais na perspectiva de contribuir com o movimento maior de emancipação do país em termos científicos e tecnológicos.

Assim, o rádio, ao mesmo tempo, assume novas características e ainda se mantem como prestador de serviços à comunidade, valorizando a cidadania e garantindo a preservação e renovação de valores culturais, nacionais e regionais, com intensa articulação planetária e por meio de programação diferenciada e de qualidade, formando e informando o público, ajudando-o a construir uma visão crítica do mundo.

Um pouco de história: o início do rádio no Brasil

[Carla e Darlene escrevem]

- história do início do rádio no Brasil
– legislação inicial e as transformações contemporâneas
– a rádio roquete pinto e a divulgação da cultura e da ciência

O MEB: breve relato

Carla escreve

 Legislação e Políticas

Texto analítico sobre as políticas públicas de telecomunicações…
Uso do rádio na educação…a legislação
Carla e Darlene
Um conjunto de links e documentos para o marco legal das telecomunicações e sua relação com a educação e a cultura, incluindo uma análise das políticas públicas para a área. Mais…

Rádios Livres:

texto de análise…

Rádios Comunitárias:

RELATORIO PIBIC 2004 – Alexandre Amorim

Cadastro de Experiências de Rádios Comunitárias

A Rádio na WEB: Convergência de Mídias

Projeto Rádio janela http://janela.radiolivre.org – Segundo o próprio sítio de apresentação, “Rádio Janela é uma proposta de novos usos de diversas tecnologias para pensar novas formas de comunicação. Um espaço de busca por novas relações com microfones e mesas de som: relações mais amadoras, daqueles que amam, um lugar 2para os decididamente não profissionais.” (capturado em 10/12/2006). Totalmente desenvolvido em software livre é um projeto de articulação comunitária e livre que aglutina diversas experiências sobre o tema.

Radio Livre.org é um projeto de articulaão de diversas experiência sobre uso das tencologias livres. Esta em http://www.radiolivre.org/

Escritos

O famoso texto de Bertold Brecht sobre rádio está em http://www.radiolivre.org/files/Brecht.pdf

Softwares Livres utilizados para manutenção de Rádios na Web

  • Clientes:
    • xmms: Inspirado no Winamp, o X Multimedia System é um player de arquivos de som tais como MP3, MOD, WAV e outros com uso de plugins. Recebe streaming de MP3 e Ogg Vorbis.
    • kaffeine: Baseado no xine, é um player multimídia completo, recebe streaming de áudio e vídeo de diversos formatos.
    • Zinf
    • Rythmbox
  • Servidores:
    • icecast: Servidor de streaming nos formatos MP3 e Ogg Vorbis.
      • darkice: Gerador de streaming pro icecast.
        • darksnow: Front-end (interface) para o darkice.
      • liveice: Gerador de streaming pro icecast.
  • Editores de Audio:
    • Sweep: Editor de som simples, carrega arquivos compactados mp3/ogg. Não exporta mp3.
    • Audacity: Editor muito bom, permite editar múltiplas faixas simultaneamente.

Links

Rádio Faced (Educom)

Anexos

Técnicos:

 Rádio nos eventos

Bibliografia

colaborou Neila Dantas Lara

ALMEIDA, Maria Elizabeth B. Tecnologia de Informação e Comunicação na Escola: novos horizontes na produção escrita. Revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas na Educação. Fundação Cesgranrio, v.12, n.43, abr/jun, 2004.

ALVES, Raquel P. A. dos S. Rádio no ciberespeaço: interseção, adaptação, mudança, e transformação. Belo Horizonte: INTERCOM, 2003. Disponível em < http://www.intercom.org.br/papers/congresso2003/pdf/2003_NP06_alves.pdf&gt; Acessado em 15 d eJulho de 2005

BATISTA. João Antônio. Dez anos nas ondas do rádio. São Paulo, jan/abr, 2000 BBC Brasil. Pesquisa atesta que brasileiros lêem pouco, mas usam rádio, tv e internet. Folha Online. Disponível em <http:// www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272 > Acessado em 27 de junho de 2005

BIERNATZKI, William E. Rádio: história e abrangência na na era digital. São Paulo, st/dez, 1999

BLOIS, Marlene M. O rádio nosso de cada dia. São Paulo, mai/ago, 1996 Boletim de Divulgação do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação, n.55, 2005.

BOCHICCHIO, Regina. Rádios educam e divertem: emissoras alternativas já estão em escolas da rede pública,mas ainda não existe lei que regulamente o serviço. Caderno Cidadania. Disponível em <http://www.atarde.com.br/materia=3724> . Acessado em 24 de julho de 2005.

BRAGA, Cristina. Nas ondas do rádio. São Paulo, jan/abr,1996

BRAGA, José Luiz; CALAZANS, Mª Regina Z. Comunicação e Educação: questões delicadas na interface. São Paulo: Hacker, 2001.

BUFARAH JR, Álvaro. Rádio na Internet: convergência de possibilidades. Belo Horizonte: Intercom, set/2003. Disponível em <http://www.intercom.org.br/papers/congresso2003/pdf/2003_NP06_bufarah.pdf >

CARMONA, Beth et al. Rádio e Tv como instrumento de cidadania. Salvador:IRDEB, 2003.

DEL BIANCO, Nélia R. Cautela, riscos e incertezas na implantação da rádio digital no Brasil. In: MOREIRA, S.V; DEL BIANCO, N.R. Desafios do Rádio no Brasil no século XXI. São Paulo: Intercom. Rio de Janeiro: UERJ, 2001.

DEL BIANCO, Nélia R. Rádio a serviço da comunidadeSão Paulo, mai/ago, 2000

FERREIRA, Djalma. A decisão sobre o rádio digital. Revista Rádio & TV, n.131, ago/1998

FERREIRA, Oscar M. de C; SILVA JR, Plínio D. Recursos Audiovisuais no processo ensino-aprendizagem. São Paulo: EPU, 1986

FERREIRA, Ricardo Alexandrino. Ciência em debate: jornalismo científico nas ondas do rádio. São Paulo,set/dez, 1999

FÈRRES, Joan. Pedagogia dos meios audiovisuais. In: SANCHO, Juana M. Para uma tecnologia educacional. Porto Alegre: Artmed, 1998

FÍGARO, Roseli. A nossa próxima atração. São Paulo,set/dez, 1999

GOMES, Ana Luisa Z. Unindo pontas soltas. São Paulo, mai/ago, 2003

GRINSPUN, Mirian P.S.(org.).Educação Tecnológica:desafios e perspectivas. São Paulo: Cortez, 1999.

JAMBEIRO,Othon. Tempos de Vargas: o rádio e o controle da informação. Salvador: EDUFBA, 2004

LEMOS, André. Podcast: emissão sonora, futuro do rádio e cibercultura. Ano1, v.1, n.46,jun/2005. Disponível em <http:// www.facom.ufba.br/ciberpesquisa/404n0tf0und > Acessado em 15 de julho

LOBATO, Elvira. Raio X das telecomunicações. São Paulo, mai/ago, 1995

MARTINEZ-COSTA, Maria Del Pilar. La radio em la era digital. Madrid: El pais Aguilar, 1997

MONTEIRO, Claudia Guerra. O papel educativo dos meios de comunicação. Disponível em http://www.ipv.pt/forumedia/3/3_fi3.htm Acessado em 23 de Abril de 2005

MOREIRA, Sonia V. O rádio O rádio chega ao século XXI � Tecnologias e leis nos Estados Unidos e no Brasil. Tese de doutorado. ECA-USP, 1999

NETO, Amadeu de P. C.;OLIVEIRA, Marcos de S. Radiocomunicações para o século XXI. Revista Rádio & TV, n.119, jul/19988

NETO, Victor P. AM: a substituição por sistemas digitais. Revista Rádio & TV, n.122, out/1997

NETO, Victor P. Acelerando o advento da rádio digital. Rádio & TV, n.133, out/1998

NOVELINO, Elias. Quem deve ser o d`A Voz do Brasil. São Paulo, jan/abril, 1996

ORTRIWANO, Gisela S. A Informação no Rádio: os grupos de poder e a determinação dos conteúdos.3ª ed. São Paulo: Summus, 1985

PEIXOTO Filho, José Perreira A Travessia Popular na contradança da educação. Goaiania: Editora UCG, 2003. 184 p.

SANCHEZ, Inaiê. O rádio e o seu público. São Paulo, set/dez, 1994

SANTOS, Aparecida R dos. A Igreja Católica, a mídia e a educação popular: o MEB, a utopia destruída. Fórum Livre. PCLA. v.3, n.4, 2002. Disponível em <http:// www.2. metodista.br/unesco/PCLA/revista12/fórum%2012-4.htm >

SCHEIMBERG, Martha. Educação e Comunicação: o rádio e a rádio educativa. In: LITWIN, Edith. Tecnologia Educacional: política, histórias e propostas. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.

SCUCATO, André. Centenário de Independência e o início da Rádio Sociedade. Disponível em <http:// www.radiomec.com.br/80_anos_radio_mec/80_anos_radiol.asp> Acessado em 24 de Abril de 2005

TAVARES, Reynaldo C. Histórias que o rádio não contou: do galena ao digital, desvendando a radiodifusão no Brasil e no mundo. 2ªed. São Paulo: Ed. Harbra, 1999

WANDERLEY, Luiz Eduardo. Educar para Transformar: Igreja católica e Política no Movimento de Educação de Base. Petrópolis: Vozes, 1984

ZAREMBA, Lílian. Idéia de Rádio entre olhos e ouvidos. Ciberlegenda, n.2, 1999. Disponível em < caracol.imaginario.com/index.html >

VAZ FILHO, Pedro S. Produção em rádio. São Paulo, jan/abr, 2003.

Os comentários estão encerrados.