GEC na SBPC 2018

O GEC marcou presença na 70ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Duas atividades foram propostas à comissão organizadora do evento, sendo efetivamente incluídas na programação oficial. Uma das iniciativas nas quais os integrantes do grupo de pesquisa envolveram-se na organização foi a Mesa Redonda: Proposições para uma Educação Hacker, cuja coordenação esteve sob a responsabilidade do Prof.º Nelson Pretto e contou com as intervenções do Profº Fábio Goveia (UFES), Profª. Andrea Lapa (UFSC) e da Profª. Karina Menezes, também integrante do GEC.  As questões abordadas por estes professores e professoras inspiraram os presentes a manifestarem inquietações especialmente relacionadas às suas vivências na universidade e em outros espaços sociais nos quais as relações entre tecnologias digitais e demandas formativas dos indivíduos estão em cheque. 

Durante o espaço de debate provocado pelas intervenções dos convidados, uma das referências utilizadas para esclarecer o que é a “Educação Hacker”,  foi a descrição do projeto “Conexão Escola Mundo” que visa, em linhas gerais, oferecer subsídios para a constituição de um ambiente mais plural, colaborativo e fundamentado na cultura digital nos contextos escolares. Além disso, temáticas como direitos humanos e acesso/preservação da memória também aparecem como elementos mobilizadores das iniciativas propostas e articuladas pelos próprios professores dessas escolas com apoio da equipe do projeto.

Mesa Educação Hacker SBPC 2018

Outra importante contribuição do GEC para esta edição da SBPC, se deu através da oferta do Minicurso “Criar, Licenciar e Compartilhar Recursos Educacionais Abertos” organizado pela Prof.ª Salete Cordeiro e pelo doutorando Daniel Pinheiro. A atividade foi aberta ao público e contou com mais de trinta pessoas inscritas tendo ampla participação ao longo dos quatro dias de encontro.

A proposta do minicurso foi ofertar à comunidade um olhar diferenciado para a criação de conteúdos que vem sendo produzida/destinada para educação na contemporaneidade. A partir dos momentos de exploração teórica propostos ao longo dos encontros, foi possível compreender que existem restrições legais impostas pela lei de direitos autorais em vigor no Brasil no que diz respeito a utilização indiscriminada de bens culturais tais como vídeos, imagens e arquivos digitais, ainda que para fins educacionais. Este impeditivo constitui mais um dos motivos pelos quais educadores comprometidos com a perspectiva de acesso aberto ao conhecimento devem tomar parte no movimento pelos Recursos Educacionais Abertos (REA) – materiais didáticos produzidos em suportes físico ou digital, que estão disponíveis para uso sob licenças flexíveis que expressam objetivamente suas possibilidade de aplicação.

Além da parte teórica, os participantes também foram desafiados a produzirem seus próprios REA. A ideia era construir conteúdos que sintetizassem a reunião da SBPC em Maceió e quais as aprendizagens, questionamentos e proposições que ela estava provocando. Desta maneria, uma diversidade de olhares vieram à tona após a edição das fotografias, imagens e composições textuais elaboradas pelos participantes. Ao longo do processo de composição dos recursos, os envolvidos exploraram os softwares livres Gimp e Inkscape, além disto, visitaram as plataformas de licenciamento providas pelo coletivo Creative Commons internacional e brasileiro. Por fim, todos ainda fizeram suas contas em repositórios e referatórios abertos nos quais foi possível disponibilizar os recursos que criaram – Educapes e RELIA.

Minicurso REA SBPC 2018 Minicurso REA SBPC 2018

Os REA produzidos pelos participantes também estão disponíveis aqui: https://noosfero.ufba.br/minicurso-rea-sbpc-2018

Os slides e outros materiais utilizados para referenciar a parte teórica do minicurso estão disponíveis aqui: https://noosfero.ufba.br/minicurso-rea-sbpc-2018/referencias-de-estudo

 

A próxima Reunião da SBPC está prevista para ocorrer em Julho de 2019 na cidade de Campo Grande, MS e alguns dos integrantes do GEC já estão animados para estarem presentes e ofertarem novas atividades a fim de compartilhar conhecimentos, trocar experiências e, claro, manter a tradição de ter o #GECnaSBPC.

Esta entrada foi publicada em Artigos de Nelson Pretto, Ciência Aberta. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


oito × = 32