E se as tecnologias portáteis fossem OBRIGATÓRIAS na escola?

E se a gente pensar o projeto de Lei 104/15 ao contrário?

[...]

“Art. 1º Torna OBRIGATÓRIO o uso de aparelhos eletrônicos portáteis nas salas de aula dos estabelecimentos de educação básica e superior”.

Pronto! Isso significa que TODOS deveriam ter acesso a essas tecnologias, todas as escolas deveriam ter conexão de qualidade, todos os professores e gestores deveriam ter formação para tal e ainda contar com o apoio técnico necessário para que as atividades pedagógicas e não pedagógicas acontecessem de acordo com a lei. Isso irá envolver os pais e estudantes, pois trará modificações para o projeto político pedagógico das escolas, e as políticas públicas terão que fornecer os subsídios necessários para que isso seja real.  Adultos, jovens e crianças terão que se implicar juntos em compreender a papel dessas tecnologias e suas potencialidades educacionais. A escola teria um bom acesso wi-fi, com alcance além de seus muros, podendo se configurar como um local de convergência e integração da comunidade. E, se considerarmos que a escola é a instituição de maior abrangência pelo nosso território, aquela pequena escola localizada próxima a regiões de conflito ofereceria uma rede de comunicação através da qual seria possível pedir socorro, se necessário.

Claro que esse é um contexto idílico e bastante idealizado, mas com isso quero mostrar que a proibição não traz avanços, só deixa tudo como está.

As ações de inserção de tecnologias móveis na educação ainda permanecem individualizadas e isoladas. Dependem ou do estudante, ou do professor, de uma ou outra escola, dependem de um grupo específico dentro das secretarias de educação ou do MEC. Falta articulação, falta diálogo, faltam intenções claras e compartilhadas entre os envolvidos – estudantes, pais, professores e gestores. Diferentemente do que pode parecer, essa proibição de uso das tecnologias móveis na escola não vem como apoio aos professores e aos educadores, mas coloca neles a responsabilidade que deveria ser de toda a sociedade.

Ler completo em Restringir o uso de portáteis na escola é deixar tudo como está…

Foto de Salete Noro Cordeiro

Foto de Salete Noro Cordeiro

 

Esta entrada foi publicada em Sem Categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


× três = 24